Encontro

Encontro em Curitiba – 18/02/17

Quase em ritmo de Carnaval, tradutores e curiosos se encontraram em Curitiba na tarde quente de 18 de fevereiro, na Aldeia Coworking.

Em um clima de conversa entre amigos, começamos com a tradicional apresentação pessoal de todos os presentes, com vários rostos novos, incluindo Mariana e Andréa, que entraram no programa de mentoria.

Feitas as apresentações, começamos a nos organizar para ir ao Congresso da Abrates no final de maio, em São Paulo, uma ótima forma de conhecer mais pessoas do meio, aprender e criar novas perspectivas. A possibilidade de compartilhar tudo ao final do dia, estando todos hospedados em um mesmo lugar, faz com que o evento possa ser ainda mais proveitoso!

Uma dica que surgiu dessa conversa foi o aplicativo BlaBlaCar, com o qual é possível encontrar pessoas que queiram ir para uma mesma cidade que você para que se divida os custos da viagem de carro.

Seguindo a pauta, falamos do LocJam, que já entrará no seu quarto ano seguido! O LocJam é um concurso de localização de jogos que abre espaço tanto para profissionais já consolidados no mercado quanto para iniciantes ou amadores. Para que todos estejam preparados para esse desafio, será feita uma oficina ministrada pela Sheila e pelo Luiz, vencedor de uma das edições.

Uma dúvida que eu levantei aqui é se vale à pena a afiliação à IGDA – International Game Developers Association. Apesar do foco da Associação não ser a localização, a Sheila disse que esse é um dos grupos mais ativos lá dentro e, com anuidade de apenas US$ 35 para moradores do Brasil, pode valer a pena.

Ainda em clima de oficina, a Sheila entrou em maiores detalhes sobre a de OmegaT, que será feita também no Aldeia Coworking. No clima de conversa entre amigos, vimos quais são as CAT Tools usadas pelos tradutores de Curitiba. Além das mais conhecidas, como MemoQ, Trados e o próprio OmegaT, também foram citadas outras menos famosas, como SmartCAT, MateCAT e Swordfish.

Apesar de não ser diretamente ligado à tradução, o Thiago também mencionou o Habitica, um site que faz com que seja mais divertido criar melhores hábitos!

Finalmente, o sempre tão esperado café feito com a colaboração e carinho de todos!
E de volta à pauta, a Vera e a Laura apresentaram a proposta de um Barcamp Nacional… que acabou virando quase do avesso com a colaboração de todos. Muitas ideias novas e bem interessantes surgiram. Como uma boa seção de brainstorm, algumas foram dadas apenas como forma de brincadeira, mas se mostraram excelentes.

Por fim, fomos à atividade da Márcia de aprimoramento dos nossos currículos. Lá estava eu com meu currículo impresso em mãos achando que ela daria dicas para cada um ir anotando no próprio. Ledo engano! Depois de uma conversa inicial, os currículos foram distribuídos sem dó nem piedade entre grupos de quatro pessoas para serem criticados, positiva e negativamente, pelos outros.

Ai, que vergonha! Mas graças a isso recebi conselhos e dicas ótimas para aprimorar o meu!

Algumas dicas e ideias interessantes surgiram tanto da conversa prévia quanto da final:

  • Colocar url para Linkedin/Proz;
  • Colocar seu fuso horário;
  • Manter um currículo “master” com TODAS as experiências e montar o de envio de acordo com o perfil do cliente;
  • Manter um blog de artigos traduzidos como portfolio (principalmente para iniciantes);
  • Fazer um vídeo-currículo;
  • Manter a consistência no uso de hífens, barras e outros sinais gráficos;
  • Colocar “Abrates – Número” para evitar o famigerado “membro”;
  • Manter o currículo da internet (Linkedin) atualizado e;
  • Escrever habilidades e experiências em tópicos.

Ufa! Agora mãos à obra para deixar nossos currículos tinindo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *