Encontro

Encontro no Rio de Janeiro – 05/11/16

(O post original foi publicado aqui e a foto é de Renan Salotto)

O nosso terceiro relato foi feito pela tradutora Teresa Maria Freixinho. Obrigado pela sua contribuição, Teresa!

Sábado (dia 05/11) foi dia de encontro para tradutores e intérpretes na cidade do Rio de Janeiro. O evento foi coordenado pelos tradutores Luciana Frias, Isadora Veiga, Deborah Szczerbacki e Paulo Noriega e contou com a presença de 30 profissionais dos mais diversos níveis de experiência e áreas de atuação.

O lugar escolhido para esse terceiro encontro foi a NEX Coworking, na Ladeira da Glória, 26. O local não poderia ser melhor! Infraestrutura perfeita!

Neste dia tivemos duas apresentações. Primeiramente, o colega Jorge Davidson abordou o tema “CAT Tools: presente e futuro”. Ele falou sobre as características principais, recursos básicos, custos e vantagens das diversas ferramentas de tradução. Jorge utilizou slides muito bem preparados e falou com clareza e simpatia. Se você quiser baixar o material da apresentação, clique aqui.

Em seguida, a colega Bianca Freitas Saburi apresentou a iniciativa Traduzine, uma revista on-line que reúne entrevistas e artigos de tradutores veteranos e novatos. Formada em Letras, Bianca contou um pouco sobre sua experiência como professora de tradução e, neste momento, discutimos a importância da formação de professores de tradução para os estudantes. Em seguida, destacou a origem da Traduzine e sua proposta.

Embora mencionado brevemente, um dos tópicos mais interessantes da apresentação de Bianca, a meu ver, foi o dos problemas psicológicos que geralmente afetam tradutores freelancers, como, por exemplo, depressão, síndrome do pânico e ansiedade. Em grande parte, esses problemas são causados pela instabilidade financeira em determinados períodos durante a vida profissional e o esquema de trabalho solitário. Creio que seria muito bom se Bianca pudesse aprofundar esse tema em uma das conferências da ABRATES.

Ela aproveitou para falar sobre a importância dos tradutores terem iniciativas relacionadas à tradução e mencionou alguns exemplos, como o caso dos Barcamps. Veja o material da apresentação aqui.

As duas apresentações foram intercaladas pela participação ativa dos demais colegas. Após a primeira apresentação, fizemos uma pausa para lanche e conversa informal. O encontro foi marcado por um clima de extrema cordialidade e leveza.

Parabenizo os colegas organizadores pela eficiente coordenação do evento e os colegas Jorge Davidson e Bianca Saburi pelas ótimas apresentações. Fiquei contente por ter reencontrado amigos antigos e por ter conhecido pessoalmente outros colegas.

Barcamp rocks!

OBS: O próximo encontro já está marcado para o dia 10/12!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *