Encontro

Encontro em Curitiba – 26/09/15

Nosso encontro mais recente foi no dia 26 de setembro, e desta vez o relato foi escrito pela Amarilis Okida, que também fez uma apresentação ótima sobre tradução editorial na ocasião:

 

Amarilis Okida“Olá, pessoal!

No dia 26 de setembro, aconteceu mais uma reunião mensal do nosso grupo de tradutores e intérpretes de Curitiba, o famoso Barcamp, na UTFPR, organizado pela maior “tradutora ativista” que conheço: Sheila Gomes. O encontro foi muito produtivo, pois trocamos informações e experiências relacionadas ao nosso trabalho, e eu até me aventurei numa apresentação.

Seguindo o novo hábito, começamos nos apresentando (ou reapresentando) conforme o “discurso de elevador”, técnica proposta pelo Thiago num dos Barcamps anteriores,  que consiste em destacar nossas habilidades bem como definir os pontos que tornam o nosso trabalho tão especial. Tudo em, no máximo, 45 segundos.

Na sequência, a Silvana apresentou os resultados de uma enquete feita durante o EnTrad, apontando que o evento foi bastante significativo e certamente terá bis no próximo ano. Ela acrescentou que pretende contar com a participação de membros do nosso grupo para compartilhar conhecimento nas palestras ou oficinas, outra novidade que promete agitar o espaço concedido pela UTFPR nesses dias.

Então foi a minha vez de dividir um pouquinho da minha rotina de trabalho com os colegas presentes. Elaborei uma apresentação, com base numa conversa que tive com o Luiz, sobre tradução editorial, vulgo literária. Comecei falando um pouquinho da minha história como tradutora e, depois, tentei elucidar dúvidas a respeito de direitos autorais e a burocracia envolvida nesse tipo de atividade, além de mostrar alguns desafios tradutórios que fazem parte do meu dia a dia.

Continuando a tarde, abordamos a tão esperada oficina da Isa Mara Lando, que acontecerá dia 24 de outubro na PUC. A Sheila pediu que divulgássemos o evento a fim de que o maior número possível de pessoas possa aproveitar essa experiência e, também, para cobrir as despesas da vinda da autora para Curitiba.

E mais, definimos as datas dos próximos Barcamps para os dias 17 de outubro e 21 de novembro. Como será o último encontro do ano, pré-agendamos o churrasco para novembro e, assim, encerraremos nosso ano com festa e muita risada.

Fizemos uma pausa para o café, que seguiu repleto de boas conversas acompanhadas de deliciosos quitutes.

Terminamos a reunião com uma atividade sobre a elaboração do Código de ética do tradutor que servirá de referência para os profissionais da futura Associação paranaense de tradutores e intérpretes.

Por fim, fomos ao Quintal do Monge, bar situado no Largo da Ordem, para comemorar antecipadamente o Dia mundial do tradutor. O que tenho a dizer sobre isso? Foi sensacional! Quem não foi, perdeu – mesmo!”

Amarilis Okida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *